Review Workshop XNA

Tal como já tinha dito, hoje estive no workshop sobre XNA. A única coisa que sabia era que XNA é uma plataforma para desenvolver jogos para PC e XBOX…agora já posso dizer mais qualquer coisinha!
 

O Vítor Santos começou por fazer uma apresentação geral da framework XNA que no fundo é um conjunto de componentes que implementam algumas funcionalidades, mais ou menos complexas, comuns aos vários tipos de jogos. Por exemplo, o loop principal do jogo fica a cargo da framework, tendo o programador que definir apenas os métodos para actualização de estado (lógica) e desenho do mundo/personagens, que serão invocados na altura apropriada. Existem também um conjunto de tipos que facilitam a interacção com os dispositivos gráfico, outros para a utilização de sons bem como para os controlos. Se utilizamos um gamepad, por exemplo, basta indicar essa situação e atribuir acções aos vários botões sem ter preocupações em determinar qual o botão que foi carregado. Esse trabalho é feito pela framework. O carregamento de texturas está também bastante facilitado: foi apresentado um exemplo..e com duas inicializações de objectos e mais 2 ou 3 linhas de código estava a textura desenhada na janela!

A framework XNA assenta sobre a framework .NET no PC e a .NET compact na XBOX (numa versão específica para a consola). No topo está o Game Studio, que é a ferramenta de desenvolvimento, na qual se utiliza a linguagem C# (não, não é a pagar!). Na versão actual (1.0 Refresh) não é possível criar modelos 3D com esta ferramenta, mas podem ser desenvolvidos com outras ferramentas (3D Studio, por exemplo) e depois importadas. Reparem que podemos desenvolver jogos para a XBOX sem ter uma consola ali ao lado. Mais… o mesmo jogo funciona no PC e na XBOX.

O Amintas Neto, da Microsoft Brasil, fez também uma apresentação onde explicou algumas das coisas que referi acima e mostrou demos de jogos já existentes, alguns dos quais estão disponíveis com o Game Studio (Starter Kits). Referiu ainda que na versão actual a plataforma está mais virada para jogo "casuais"..ainda não a um nível profissional, mas que para lá caminha!

Depois, a Verónica Orvalho, da Face in Motion, que falou sobre a indústria dos jogos e os vários perfis profissionais que se encaixam na mesma bem como a metodologia para desenvolver um jogo e de como o XNA vem abreviar esse processo. Mostrou ainda algumas demos e algum código, mas foi pena não ter entrado em mais alguns detalhes nem ter feito uma comparação directa entre o mesmo exemplo em XNA e em OpenGL, por exemplo.

Para terminar o Nelson Correia e o Ricardo Portela, MSP’s da primeira geração, apresentaram umas demos desenvolvidas por eles para um desafio a nível dos MSP’s. O Nelson fez uma nova versão do Space War em que utilizou também WPF, WCF e a API para reconhecimento de fala, tirando partido de ter por base a framework .NET. A nave mexia-se quando ele dizia "move up", "move left", etc. Já o Portela apostou em menos tecnologia, mas tinha uma versão do Crypt Raider com todas as funcionalidades. Tanto um como o outro tinha experiência praticamente nula na área dos jogos e salientaram a facilidade do desenvolvimento em XNA. Concluindo…o workshop deu para perceber um pouco mais da framework XNA e das facilidades por ela introduzidas, mas ficou a pedir mais algum pormenor..a nível de classes envolvidas, etc. Para o XNA, está já em desenvolvimento a versão 2.0 (codename Shaman) que vai incluir ferramentas para modelação 3D e deverá ganhar uma vertente mais profissional.

Links:

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s